fbpx
News

Angola mantém esforços para fornecimento de petróleo bruto

Compartilhar

O Ministério dos Recursos Minerais Petróleos e Gás (Mirempet) declarou que Angola continuará a contribuir nos esforços da OPEP+, no sentido de garantir a obtenção de receitas justas para os países produtores e o fornecimento contínuo de petróleo bruto aos consumidores.

Esta posição da República de Angola, manifesta em, através de uma nota de imprensa a que a ANGOP teve acesso, expressa seu alinhamento com as decisões da organização e enquadra-se na Declaração de Cooperação da OPEP+ assinada a 10 de Dezembro de 2016, por um total de 23 países.

A Declaração de Cooperação de 2016 constituiu um marco histórico na vida da Indústria Petrolífera Global e tem permitido aos assinantes tomar decisões para acomodar os países produtores e os consumidores de petróleo.

No âmbito dessa declaração, os Países Membros da OPEP e Produtores de Petróleo Bruto Não Membros da OPEP (OPEP+), reunidos a 5 de Outubro de 2022, decidiram reduzir a produção em dois milhões de barris/dia por força das “actuais condições do mercado, caracterizadas pela tendência decrescente dos preços.”

O corte foi anunciado nessa quarta- feira, 12 de Outubro, e é o quarto feito pela OPEP desde Abril.

A presente redução da produção de petróleo, segundo a declaração emitida hoje pelo Mirempet, teve um impacto positivo no mercado, uma vez que permitiu contrariar o declínio dos preços.

“É com este propósito que a OPEP+ tem programado reuniões periódicas para avaliar as condições do mercado e, por unanimidade, tomar as deliberações importantes para a sustentabilidade da indústria petrolífera” sublinha o documento.

Por outro lado, realça que é importante, num período de incertezas diversas, as acções da OPEP+, pois visam contribuir para a estabilidade do mercado através do ajustamento da oferta e da procura.

Durante a vigência da Declaração de Cooperação, o mecanismo que tem sido utilizado pela OPEP+ é o aumento ou a redução da produção de petróleo bruto, com vista a mitigar os desequilíbrios entre estes dois factores.

Angola produz, actualmente, cerca de 1.1 milhão barris de petróleos por dia, e é o 16º produtor mundial de petróleo. A sua produção anterior situava-se à volta de um milhão 179 mil.  

A quota de produção de Angola OPEP passou  para um milhão 529 mil  barris de petróleo/dia, desde Setembro, depois da oferta de mais 100 mil barris/dia, pelo Cartel.

O acordo  de aumentar a produção de petróleo em 100 mil barris/dia, desde Setembro, foi tomado na  31ª Reunião Ministerial da OPEP e aliados (OPEP+) realizada em Agosto em Viena, Áustria.  

Dados indicam que diariamente, o mundo produz, estimadamente, 88 milhões 391 mil barris de petróleo, valor que corresponde a 4,16 biliões de toneladas em um ano. De toda a produção mundial, 31,3% é proveniente da região do Oriente Médio.

Fonte: ANGOP


Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »
Brasil 200 anos Brasil luta pela liberdade Séries Netflix tem mais de 1 bilhão de horas assistidas Emancipation – Uma História de Liberdade Wandinha Episódios