fbpx
Saúde

SÍNDROME DO PÂNICO: O QUE É, COMO IDENTIFICAR SEUS SINTOMAS E INICIAR SEU TRATAMENTO

Compartilhar

Síndrome do pânico é uma condição caracterizada por um transtorno de ansiedade que culmina com ataques súbitos de pânico ou medo. A boa notícia é que existe tratamento. Devemos sempre estar de olho nos sintomas e procurar auxílio médico sempre que desconfiarmos que se trata de uma doença psíquica. 

O QUE É A SÍNDROME DO PÂNICO? 

A síndrome do pânico é uma condição psíquica que impacta no convívio social, na produtividade, no trabalho, na autonomia e na qualidade de vida. Se os sintomas surgem com muita frequência, há comprometimento da rotina e pode ser denominado de transtorno do pânico. 

SAÚDE MENTAL: O QUE É TER “SUA AUSÊNCIA”? 

Inpa – Instituto de psicologia aplicada

A saúde mental seria a capacidade que o indivíduo tem de se valer da sua mente em aspectos emocionais e cognitivos para solucionar os problemas que a vida irá nos proporcionar, sem perder suas funcionalidades. Podemos explicar a ausência da saúde mental como uma dificuldade para manter as potencialidades do ser humano. Isso pode afetar diretamente em diversos âmbitos, como no campo familiar, conjugal, autocuidado e na relação com o meio.

SÍNDROME DO PÂNICO: SINTOMAS DA DOENÇA 

A síndrome do pânico se caracteriza pela ocorrência de crises de sintomas como falta de ar, pressão no peito, taquicardia, respiração curta, sudorese, tremor, preocupação excessiva, cansaço e sensação de que vai enlouquecer ou morrer, com duração de duração de 5 a 15 minutos, denominadas ataques de pânico.  

A crise do pânico pode se manifestar em pessoas com outros transtornos psiquiátricos, como a depressão. Além disso, pode ser desencadeada por conta de em resposta a uma situação específica.  

Grande parte das pessoas conseguem se recuperar dessas crises, já outra parte acaba evoluindo para a síndrome do pânico. 

QUAIS AS CAUSAS DA SÍNDROME DO PÂNICO? 

Na grande maioria das doenças na psiquiatria, as causas são multifatoriais. Como nós temos um sistema extremamente complexo que apresenta reserva para lidar com instabilidades em cada um dos microssistemas, conseguimos manejar muitas dificuldades.  

A doença só vai emergir quando o sistema não der conta. É a partir da observação de sintomas, quando a pessoa não consegue superar por si só o problema e quando gera disfunção, que entendemos quais são os elementos desencadeadores, como genética, social, personalidade, emocional e diversas outras tendências contribuintes. 

SÍNDROME DO PÂNICO TEM CURA? 

A síndrome do pânico tem cura devido a ótima resposta à medicação. A maioria dos pacientes remitem os sintomas e não voltam a apresentar o quadro. É sempre importante uma investigação minuciosa pois a associação entre doenças psiquiátricas é muito frequente. A investigação diagnóstica é essencial para direcionar o tratamento de forma adequada.  

Existem doenças orgânicas que podem causar os sintomas referidos portanto, antes de mais nada, é essencial avaliar se essas patologias estão, ou não, presentes. Afastadas causas orgânicas, o tratamento do transtorno do pânico se baseia no uso de medicamentos e psicoterapia. 

FONTE: Delboniauriemo – Medicina Diagnóstica

Print Friendly, PDF & Email

Milah B. Honorato

Sou formada em História e trabalho como colunista associada para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine. Tenho como hobby músicas, séries, filmes, reflexões, poesias, Fórmula 1, e estou pronta para contribuir com notícias e opiniões pertinentes.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »
Brasil 200 anos Brasil luta pela liberdade Séries Netflix tem mais de 1 bilhão de horas assistidas Emancipation – Uma História de Liberdade Wandinha Episódios