Esportes

Leclerc pede que a Ferrari melhore “muito” após distante P7 em Jeddah

Compartilhar

Charles Leclerc lamentou outro fim de semana desafiador no Grande Prêmio para a Ferrari na Arábia Saudita, afirmando que a equipe tem muito trabalho a fazer se quiser se colocar na frente nesta temporada.

Leclerc qualificou-se como o segundo mais rápido no Circuito de Jeddah Corniche, mas caiu para 12º na grelha devido a uma penalização do motor, estabelecendo um início de corrida cheio de ação ao recuperar para a sétima posição.

No entanto, esse seria o seu limite ao cruzar a linha logo atrás do companheiro de equipe Carlos Sainz – as duas Ferraris a mais de meio minuto do Red Bull de Sergio Perez, vencedor da corrida.

Falando à Sky Sports F1 após a corrida, Leclerc disse: “Depois que cheguei a um segundo e meio de Carlos, foi muito difícil chegar mais perto do que isso. A diferença de ritmo não era grande o suficiente. Cometi um pequeno erro quando estava dentro do DRS, e depois quando perdi, foi isso.

JEDDAH, ARÁBIA SAUDITA - 19 DE MARÇO: Charles Leclerc de Mônaco dirigindo o (16) Ferrari SF-23 na pista
Leclerc fez o possível para recuperar o terreno perdido, mas teve que se contentar com o P7 na bandeira quadriculada

“Eu só fiquei lá. É tipo isso. Honestamente, não acho que havia muito mais no carro hoje. Só precisamos trabalhar para encontrar algum ritmo.”

Questionado sobre quanto trabalho é necessário na Ferrari, Leclerc disse: “Muito, muito mesmo”. Quanto às áreas em que eles precisam melhorar, ele se referiu aos criadores de ritmo Red Bull, acrescentando: “Em linha reta eles são mais rápidos e nas curvas eles são mais rápidos, então um pouco de tudo”.

O resultado significa que Leclerc está em oitavo lugar na classificação de pilotos após as duas primeiras corridas da temporada com apenas seis pontos em seu nome – tendo desistido da estreia no Bahrein devido a um problema na unidade de potência.

Enquanto isso, a Ferrari está em quarto lugar na batalha dos construtores , a 61 pontos da líder Red Bull, com Aston Martin e Mercedes também à frente deles.

Fonte: Fórmula 1


Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »
Filosofia – Parte I Brasil 200 anos Séries Netflix tem mais de 1 bilhão de horas assistidas Emancipation – Uma História de Liberdade Wandinha Episódios