fbpx
News

Paraná planeja novas ações para aquecer e ampliar o turismo rural

Representantes da Secretaria estadual do Turismo estiveram na 51ª ExpoParanavaí e na 48ª Expo Umuarama para discutir ações com empresários do setor, prefeitos, vereadores e entidades rurais.

O Governo do Estado busca alternativas e parcerias que possam fomentar o turismo rural e aumentar o número de visitantes no Interior do Paraná, especialmente no entorno de regiões produtoras, e durante todo o ano. Com esse objetivo, a Secretaria estadual do Turismo (Setu-PR) esteve essa semana em duas das maiores feiras agropecuárias do Estado: a 51ª ExpoParanavaí e a 48ª Expo Umuarama.

Apenas estes dois eventos geram uma movimentação de aproximadamente R$ 120 milhões em negócios, além de atrair quase 500 mil visitantes para os dois municípios, aquecendo o turismo e setores correlatos, como hotelaria, gastronomia e transporte. “São eventos que mostram a força do agro e o potencial turístico do setor”, disse o secretário estadual do Turismo, Marcio Nunes.

“Mas queremos ir para além do circuito de feiras, criar roteiros que atraiam a população das cidades para experimentar o contato com o campo, a natureza, os produtos artesanais, gerando renda e aumentando a lucratividade, especialmente para pequenas propriedades e pequenos produtores”, afirmou Nunes. “Enquanto a feira atrai pela grandiosidade do evento, de seus shows e rodeios, esses circuitos rurais visam promover sentimentos e oferecer uma experiência memorável para o turista por meio de vivências sustentáveis, distintas das que existem no meio urbano”.

O turismo rural tem sido uma tendência no Brasil desde a pandemia, quando as pessoas procuraram locais mais próximos e ao ar livre para quebrar a rotina do isolamento social. 

Visando a melhoria no atendimento a essa demanda crescente, a diretoria da Setu-PR aproveitou os eventos dessa semana para uma agenda de reuniões com empresários do setor turístico, prefeitos, vereadores e entidades rurais. “Estamos procurando dar celeridade na preparação e na execução dos programas. No caso do turismo rural, queremos aproximar as grandes associações do agro do trade turístico”, afirmou Nunes.

Para o secretário, o modelo a ser adotado nesse segmento vem do outro lado do Atlântico. “A Europa é o berço do turismo rural, pois o campo tem um apelo muito grande sobre a sociedade urbanizada e preocupada com o meio ambiente”, comenta. “Ao viajar pelo interior da Itália, França, Portugal, Espanha, é possível perceber o impacto da integração entre cultura, gastronomia, turismo e agropecuária na promoção das economias locais. Isso viabiliza uma imensa gama de novos negócios, emprego e renda, além da preservação das tradições locais e da paisagem rural”.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná


Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »
Filosofia – Parte I Brasil 200 anos Séries Netflix tem mais de 1 bilhão de horas assistidas Emancipation – Uma História de Liberdade Wandinha Episódios