fbpx
News

Alagoas registra o menor índice de crimes violentos entre os meses de novembro de toda a série histórica do Estado

Durante foram apresentados em entrevista coletiva, na manhã desta sexta-feira (2), pelo o governador e secretário de Segurança Pública.

Os índices de criminalidade em Alagoas seguem caindo e mudando a realidade do Estado que, no passado, era considerado o mais violento do Brasil. Durante entrevista coletiva, na manhã desta sexta-feira (2), o governador, ao lado do secretário de Segurança Pública, delegado Flávio Saraiva, apresentou dados de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) referentes ao mês de novembro, registrando uma redução de 20,5% em comparação ao mesmo período em 2021 e uma redução de 42,2% em comparação com 2012, sendo considerada a maior queda de toda a série histórica.

De acordo com os dados apresentados pelo delegado José Carlos, secretário executivo da SSP, foram 89 CVLIs registrados em novembro, representando uma redução de mais de 20%no comparativo com o mesmo mês do ano passado, quando foram registrados 112 casos. Na análise da série histórica, a queda no número foi ainda maior, chegando a 42,2%, quando, em novembro de 2012, o Estado registrou 154 homicídios.

Para o secretário Flávio Saraiva a redução é o reflexo da integração das forças de segurança e da intensificação de ações ostensivas em todo o Estado. “As polícias têm se dedicado ao máximo para coibir os delitos com o reforço no efetivo em especial nos fins de semana, com operações rotineiras focadas nos lugares onde há incidência de delitos, conforme observado na mancha criminal”, afirmou o secretário.

Durante a coletiva, também foram apresentados dados sobre apreensão de drogas e apreensão de armas. Em novembro foram 237,7kg de entorpecentes apreendidos e 139 armas irregulares tiradas de circulação.

Outro dado divulgado foi em relação ao número de roubos a coletivos, com o registro de apenas três casos em novembro de 2022, uma redução de 96,6% em comparação com o mesmo período de 2016, quando foram contabilizados 90 casos na capital.

Segundo o governador Paulo Dantas, esses resultados são fruto dos investimentos que o Governo de Alagoas vem realizando ao longo dos últimos oito anos, seja na realização de concursos para o aumento do efetivo, integração das forças de segurança, equipamentos e ações estratégicas e de inteligência que combatem a criminalidade de forma eficaz.

“Esses dados são reflexo de uma política de investimentos na área da segurança pública, seja nos agentes de segurança, como em equipamentos e nos serviços de inteligência e capacitação, que fazem com que o nosso Estado seja uma referência para o país. Realizamos e vamos realizar mais concursos públicos, estamos construindo novos Centros Integrados de Segurança Pública (Cisps), entre outras ações que estão trazendo resultado”, concluiu.

A coletiva também contou com a participação da secretária do Gabinete Civil, Luiza Barreiros; da secretária de Planejamento e Gestão, Renata Santos; do delegado-geral da Polícia Civil, Gustavo Xavier; e do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo Amorim.

Para o secretário Flávio Saraiva a redução é o reflexo da integração das forças de segurança e da intensificação de ações ostensivas em todo o Estado. “As polícias têm se dedicado ao máximo para coibir os delitos com o reforço no efetivo em especial nos fins de semana, com operações rotineiras focadas nos lugares onde há incidência de delitos, conforme observado na mancha criminal”, afirmou o secretário.

Durante a coletiva, também foram apresentados dados sobre apreensão de drogas e apreensão de armas. Em novembro foram 237,7kg de entorpecentes apreendidos e 139 armas irregulares tiradas de circulação.

Outro dado divulgado foi em relação ao número de roubos a coletivos, com o registro de apenas três casos em novembro de 2022, uma redução de 96,6% em comparação com o mesmo período de 2016, quando foram contabilizados 90 casos na capital.

Segundo o governador, esses resultados são fruto dos investimentos que o Governo de Alagoas vem realizando ao longo dos últimos oito anos, seja na realização de concursos para o aumento do efetivo, integração das forças de segurança, equipamentos e ações estratégicas e de inteligência que combatem a criminalidade de forma eficaz.

“Esses dados são reflexo de uma política de investimentos na área da segurança pública, seja nos agentes de segurança, como em equipamentos e nos serviços de inteligência e capacitação, que fazem com que o nosso Estado seja uma referência para o país. Realizamos e vamos realizar mais concursos públicos, estamos construindo novos Centros Integrados de Segurança Pública (Cisps), entre outras ações que estão trazendo resultado”, concluiu.

A coletiva também contou com a participação da secretária do Gabinete Civil, Luiza Barreiros; da secretária de Planejamento e Gestão, Renata Santos; do delegado-geral da Polícia Civil, Gustavo Xavier; e do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo Amorim.

Fonte: Agência Alagoas


Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »
Brasil 200 anos Brasil luta pela liberdade Séries Netflix tem mais de 1 bilhão de horas assistidas Emancipation – Uma História de Liberdade Wandinha Episódios