fbpx
Esportes

Marquinhos: Sonho da Copa do Mundo e aprendizado com Thiago Silva

Compartilhar

Em sua segunda Copa do Mundo, defensor avalia evolução pessoal nos últimos quatro anos e aprendizado com o companheiro de defesa Thiago Silva.

A Copa do Mundo FIFA Qatar 2022 é o segundo Mundial do zagueiro Marquinhos. Na vitória contra a Sérvia, por 2 a 0, quinta-feira (24), o defensor fez o segundo jogo na história do torneio e foi titular pela primeira vez. Aos 28 anos de idade, o atleta da Seleção Brasileira comparou a sua evolução ao longo desses quatro anos.

“Hoje eu me sinto mais experiência, mais confortável por todos os momentos que vivi na seleção. A Copa do Mundo é um processo. Com mais experiência, você digere melhor as situações, faz melhor as escolhas e entende melhor a Copa. Para um jogador, ainda mais em uma função como a minha, a experiência ajuda. Hoje tenho essa clareza e sabedoria para entender isso”, garantiu o jogador.

Brasil x Sérvia pelo primeiro jogo da fase de grupos da Copa do Mundo Catar 2022. Marquinhos

Campeão olímpico em 2016, no Rio, e da Copa América de 2019, Marquinhos quer mais um título em sua carreira e disse que defender a Seleção Brasileira é um sonho.

“Eu estou a serviço da Seleção Brasileira. Sempre estive. Estou vivendo um sonho. E o meu sonho é ser campeão e deixar meu nome gravado aqui. O objetivo e o foco são esses. É a experiência que tento passar”, analisou.

Marquinhos, zagueiro da Seleção na Rio 2016

O companheiro de defesa de Marquinhos é ainda mais experiente. Aos 38 anos de idade, Thiago Silva está em sua quarta Copa do Mundo e foi escolhido como capitão na primeira partida contra a Sérvia.

Ex-companheiro de clube de Thiago Silva, Marquinhos falou sobre a relação entre eles e de como tem aprendido com o colega e amigo durante esses anos com a Seleção.

“É muito bom para mim ter alguém que conheço bem. Dá para ver no entrosamento que temos dentro de campo. É um grande jogador, uma grande pessoa, um irmão e um pai que tenho no futebol. É um jogador que me ensinou muito. Tenho tantas coisas que aprendi em termos de posicionamento, leitura de jogo e tecnicamente também. Só conversando aprendi muito com o Thiago Silva. É um privilégio estar com ele.

Com Marquinhos entre os relacionados, o Brasil volta a campo nesta segunda-feira para enfrentar a Suíça, às 13 horas (horário de Brasília), no Estádio 974. Na liderança do grupo G, com três pontos, a Seleção pode se classificar, caso vença o próximo jogo.

Brasil x Sérvia pelo primeiro jogo da fase de grupos da Copa do Mundo Catar 2022. Marquinhos

A equipe titular não foi divulgada por Tite, mas as opções do treinador deixam Marquinhos tranquilo em relação ao time que iniciará a partida.

“O time que começa nem sempre é o que vai terminar. Seja por lesão ou porque o outro está melhor, naquele momento, tecnicamente. Todos têm um papel importante. A gente já viu a importância deles. Aqueles que não entram tem um papel muito importante também e quando entrar têm de aproveitar da melhor maneira possível”, finalizou.

Fonte: CBF


Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »
Brasil 200 anos Brasil luta pela liberdade Séries Netflix tem mais de 1 bilhão de horas assistidas Emancipation – Uma História de Liberdade Wandinha Episódios