fbpx
Esportes

“Assinei o que meu pai me disse”, garantiu Neymar no julgamento que acusa o Barcelona de fraude

Compartilhar

O atacante brasileiro Neymar, craque do PSG francês , disse nesta terça-feira que “só assinou o que seu pai lhe disse” quando declarou no julgamento que está sendo seguido pela denúncia de “fraude e conluio” entre os clubes Santos e Barcelona quando sua transferência ocorreu em 2013.

Nesse contexto, no segundo dia do julgamento realizado no Palau de Justicia, em Barcelona, ​​​​o atacante do Paris Saint Germain compareceu perante o juiz para a ação movida pela rede de supermercados DIS, que foi dono de 40% do passe na época em que foi transferido do Santos para o clube catalão.

“Isso tudo foi feito pelo meu pai, não participei da negociação. Assino o que ele me diz”, respondeu Neymar ao ser questionado sobre a forma como foi conduzida a operação de venda ao Barcelona, ​​sobre a qual pesam sérias suspeitas “irregularidades”. ” de acordo com os denunciantes.

O atacante do PSG também respondeu a outra pergunta sobre se ele tinha ofertas de outros clubes na época, mas que jogar pelo Barcelona “sempre foi seu grande sonho”.

No caso de ser considerado culpado no julgamento conhecido como caso “Neymar 2”, o jogador da seleção brasileira pode ser condenado a dois anos de prisão e suspensão federativa, além do pagamento de uma taxa de 10 milhões de euros, destacou o catalão jornal Mundo Deportivo.

O processo culminará na próxima segunda-feira, quando se espera que a sentença da justiça espanhola seja conhecida.

Fonte: Telám


Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »
Brasil 200 anos Brasil luta pela liberdade Séries Netflix tem mais de 1 bilhão de horas assistidas Emancipation – Uma História de Liberdade Wandinha Episódios