fbpx
News

Aracaju: Inventário de Arborização contribui para o desenvolvimento ambiental da capital

Compartilhar

Com intuito de melhorar o planejamento e a requalificação da arborização da capital sergipana, a Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema), desenvolveu um sistema online capaz de garantir dados mais específicos sobre a arborização da cidade. O Inventário de Arborização Urbana é um subprojeto do programa Aracaju Mais Verde, que faz parte do Planejamento Estratégico da gestão municipal.

Nos últimos anos, o conceito de sustentabilidade tem sido alastrado com intensidade para destacar a importância de garantir um futuro melhor para as próximas gerações. E esse conceito também tem norteado as ações municipais, como o Inventário de Arborização.

Esse sistema realiza um mapeamento geral das árvores da cidade, faz o cálculo de índices de áreas verdes do município, com o levantamento do quantitativo de árvores existentes e seu déficit de arborização. Com isso, será possível saber quantas árvores deverão ser produzidas e quantas precisam ser plantadas ou substituídas devido à debilidade em que se encontram. Essas informações são sistematizadas em um banco de dados e poderão ser trabalhadas ao longo de 10 a 20 anos.

O secretário municipal do Meio Ambiente, Alan Lemos, destaca que o inventário arbóreo da cidade de Aracaju é parte do Planejamento Estratégico da Prefeitura, no qual mostra como a gestão municipal valoriza o estudo e o trabalho técnico.

“A partir disso, podemos ter a melhor informação técnica disponível para reforçar a nossa capacidade de planejar as ações e nossas atividades, sendo assim, por meio desses instrumentos, conseguiremos realizar uma política de arborização municipal mais eficiente e abrangente, podendo corrigir as distorções e as omissões, de modo que tenhamos uma cidade mais arborizada e mais sustentável”, completa Alan.

Nome das espécies (identificação do nome popular e científico), registro fotográfico, localização geográfica e as informações voltadas às características fitossanitárias, que indiquem a condição geral da árvore (necessidade de podas ou sua substituição), são alguns dos dados levantados em campo.

O Inventário foi compartimentado em duas zonas: Norte e Sul. Os resultados estão sendo tabulados a partir das atividades de campo desta última zona.

Até o momento, foram registrados, nos bairros da zona Sul, 13.128 árvores e, na Zona de Expansão, 5.689 indivíduos arbóreos, todos distribuídos em meio a 168 espécies diferentes de árvores.

Benefícios

Um dos benefícios mais importantes da presença de áreas verdes nas cidades é que as árvores produzem oxigênio por meio do processo de fotossíntese, reduzindo gases de efeitos estufa ou, ainda, captando parte das partículas finas em suspensão no ar.

Elas proporcionam uma diversidade de benefícios, tanto para o meio ambiente, quanto para o homem, como sombra, diminuição da poluição do ar, redução de ruídos ambientais, protegem o solo contra erosão e oferecem sensação de bem-estar, além de contribuírem com a diminuição da temperatura e deixarem a cidade mais bela.

Fonte: Prefeitura de Aracaju


Seu apoio é importante, tornando-se um assinante você está contribuindo para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio! Duna Press Jornal e Magazine, mídia livre e independente trabalhando a informação com ética e respeito ao leitor. Notícias, oportunidades e negócios, seu portal nórdico em português.

Assinatura Anual

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Translate »
Brasil 200 anos Brasil luta pela liberdade Séries Netflix tem mais de 1 bilhão de horas assistidas Emancipation – Uma História de Liberdade Wandinha Episódios