fbpx
ArteEducação

O Poder do Silêncio

Compartilhar

Neste mundo de devassidão, perdição da juventude e mesmo dos adultos em promiscuidade e valores banais, tais como música de péssima qualidade, mídia e novelas destrutoras da família, há que se repensar nossos rumos.

É saudável e oportuno dizer que o bom vinho fica no escuro, no silêncio, maturando.

Oferecer o silêncio lhe libertará e te fará colher. Quem só fala só planta. Quem escuta colhe.

Quem fala demais polui todos e o ambiente e é fraco.

Quem é silencioso condensa os pensamentos no que vale a pena.

O falador diz, mas não diz nada que presta.

 Barulhentos não tem vida interior.

Silenciosos estão procurando esta calma que só vem de Deus.

Barulhentos são preguiçosos, só gostam de contar vantagem, gabar-se, puxar saco.

Silenciosos fazem o que deve ser feito.

Os barulhentos se incomodam com o silêncio dos outros. Por isso você já deve ter passado em sua vida algum momento em que sentiu que não se encaixava naquele momento na família ou com os amigos. Pois bem, garanto que eles estavam barulhentos e você silencioso.

É uma tarefa árdua, porém os barulhentos não deixam os silenciosos em paz, pois seguem a premissa de que se estou desesperado quero levar o máximo de gente em desespero comigo.

Quer melhorar sua vida significativamente? Fale 50% menos. Não quer dizer parar de se comunicar, mas falar só o que realmente vale a pena. O barulho, gasto de energia desnecessário com coisas fúteis, inúteis, fofocas e falação não melhoram nem sua vida, nem a de ninguém. Repete-se, não é parar de falar, nem ficar mudo, mas quando necessário para você e para os outros sim, pois nem tudo deve ser dito ou, ainda melhor, só devemos falar o que precisa ser dito, que melhore as coisas ao redor ou ajude alguém. Fora isto é ser tagarela e perda de tempo. Mas, conversar é muito bom, desde que seja produtivo.

Seja breve e objetivo. O silêncio também fala. Se gastar demais é perder energia. Se não tiver opinião útil, não diga nada, isso é cérebro reptiliano.

Por fim:

O homem comum fala dos outros.

O homem médio fala de coisas e bens (materialista).

O homem sábio fala de projetos, evolução, crescimento, ajudar, estudar, trabalhar, etc.

Créditos de imagem: Unsplash. Fotografia de Kristina Flour.

Print Friendly, PDF & Email

Leonardo Garbossa

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Translate »
Brasil 200 anos Brasil luta pela liberdade Séries Netflix tem mais de 1 bilhão de horas assistidas Emancipation – Uma História de Liberdade Wandinha Episódios